quinta-feira, 11 de maio de 2017

Homem é condenado por homicídio duplamente qualificado em Novo Oriente; o Promotor de Justiça de Pentecoste fez o júri

O Promotor de Justiça, doutor Jairo Pequeno Neto, titular do município de Pentecoste, mas que já exerceu o cargo em Novo Oriente, fez o júri, nesta quinta-feira (11), de um crime que repercutiu em Novo Oriente e na região, que aconteceu em Setembro de 2015 no bairro Vila Feliz, quando um homem identificado como Edilson de Sousa Silva, praticou homicídio contra Maria Helena Pereira Martins, esta chegou em uma seresta onde acontecia uma bebedeira em que seu filho, identificado como Antonio Martins Gonçalves, participava junto com o acusado, e morreu ao tentar defendê-lo, quando estava sendo atacado por Edilson. Antônio e sua namorada, já haviam tido uma discussão com o acusado, e retornaram para o local juntamente com Helena, esta que aceitou o convite de ir até a seresta, quando o acusado praticou o crime.

O acusado teria, conforme depoimento, procurado a vítima Antonio e passado a proferir várias ofensas contra sua pessoa, bem como derrubado a sua motocicleta.

O réu restou condenado em 29 anos, a tese do Ministério Público foi aceita em sua integralidade, ou seja , homicídio duplamente qualificado para a vítima fatal Maria Helena e Homicídio tentado, e duplamente qualificado, em relação a Vítima Antonio Martins.

Repórter: Nathan Loiola

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster