quinta-feira, 18 de maio de 2017

Eduardo Cunha diz que “se a JBS delatar, será o fim da República”

Até quem está preso tem medo da delação da JBS. Segundo o Estadão, “o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ) se mostrou ‘apreensivo’ esta semana com a possibilidade de vazamento do teor das delações dos executivos do Grupo JBS”.

De acordo com o jornal, “em conversa com interlocutores, ele afirmou que ‘se a JBS delatar, será o fim da República’“.

E não para por aí. Investigadores dizem que há “muito recheio” que ainda não veio a público, na delação da JBS.

Entenda

O jornal O Globo divulgou, na quarta-feira (17), que a JBS pagou R$ 5 milhões pelo silêncio de Cunha – para que ele não faça delação premiada.

A publicação informou, com exclusividade, que Joesley Batista, da JBS, gravou conversa com o presidente Michel Temer na noite de 7 de março no Palácio do Jaburu.

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster