sábado, 13 de maio de 2017

Deputado Roberto Mesquita afirma que “irresponsabilidade de empresas” pode deixar população sem água

O deputado Roberto Mesquita (PSD) engrossou, nesta sexta-feira (12), na Assembleia Legislativa, o coro contra as ações judiciais das empresas PB Construções e Marquise que impedem a retomada das obras da transposição do São Francisco. O parlamentou afirmou que, caso as empresas não recuam das ações, vai apresentar requirimento na Casa com uma moção de repúdio às construtoras.

“A Região Metropolitana de Fortaleza corre o risco de não ter água nas torneiras a partir de janeiro de 2018, e existe uma possibilidade de vermos milhões de cearenses sem água no ano que vem, por conta da irresponsabilidade dessas empresas”. Mesquita entende que, mesmo que as empresas entendam terem sido prejudicadas no processo licitatório, os interesses financeiros não podem colocar em risco a segurança hídrica da população.

Roberto Mesquita lembrou ainda que, quando o senador Tasso Jereissati (PSDB/CE) era governador do Ceará, a empreiteira Odebrecht entrou com um recurso na Justiça para impedir a continuidade das obras do aeroporto Pinto Martins. Naquele tempo, Tasso mobilizou a Assembleia para apresentar uma moção de repúdio à empresa.

“Naquela oportunidade, a pressão conduzida por Tasso Jereissati fez com que a Odebrecht retirasse o recurso pelo medo da força do povo. Se for necessário, esperamos adotar a mesma postura”, defendeu o deputado.

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster