terça-feira, 18 de abril de 2017

Manifestantes contra reforma da Previdência tentam invadir Congresso

Policiais civis contrários à reforma da Previdência invadiram o Congresso Nacional na tarde desta terça-feira, 18, há poucos minutos. Com bombas de efeito moral, gás lacrimogênio e spray de pimenta, a manifestação foi contida pela Polícia Legislativa, segundo informações do portal O Estado de São Paulo.

Na confusão, uma porta de vidro, que dava acesso a chapelaria, foi quebrada. Senadores e deputados federais foram impedidos de transitar pelo local para evitar confronto. O Salão Verde e o Negro também foram bloquados por sindicalistas.

Após a confusão, parte do grupo dirigiu-se à rampa do Congresso Nacional. Não há informações sobre feridos ou detidos. A segurança nas portarias foi reforçada e a circulação entre o Senado e a Câmara está restrita. Após o tumulto, um grupo de manifestantes entrou para uma reunião com o relator da reforma da Previdência na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA).

Desde o final da manhã, o grupo formado por cerca de 3 mil policiais civis, militares, guardas municipais, entre outros profissionais da segurança pública, posicionou-se em frente ao gramado do Congresso Nacional para protestar contra a proposta de reforma da Previdência. O texto original encaminhado pelo governo previa o fim da aposentadoria especial para a categoia.

O protesto foi organizado pela União de Policias do Brasil (UPB), que pretendia protocolar um pedido de retirada dos policiais da proposta de reforma do governo.

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster