terça-feira, 21 de março de 2017

Tropa de Choque da PM ocupa reduto de traficantes e desfaz barricadas

Uma operação realizada no começo da manhã desta terça-feira (21) pelo Comando de Policiamento Especializado (CPE), com o emprego de patrulhas do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), removeu barricadas que haviam sido postas nas entradas da Favela do Gueto, na Barra do Ceará (zona Oeste da Capital). A ação da PM é uma resposta às ameaças que bandidos daquela comunidade teriam feito, através das redes sociais, ao secretário da Segurança Pública do Estado, André Costa.

Em menos de 24 horas, esta foi a segunda operação da PM naquele local. Acuados pelos traficantes, os moradores são obrigados a colocar lixo e objetos como sofás, vasos sanitários, sacos de lixo, pedaços de madeira e pedras nas duas únicas entradas de acesso à favela, nas avenidas Francisco Sá e Senador Robert Kennedy, para impedir a entrada de viaturas policiais.

Várias operações já foram realizadas ali, mas os traficantes insistem em dominar a comunidade para manter o domínio na venda de drogas e armas. O bando que estaria ali alojado seria ligado ao PCC e está em permanente conflitou ou “guerra” com seus Rivais, os bandidos que ocupavam o Morro de São Tiago, na comunidade Goiabeiras, ligado ao Comando Vermelho (CV).

Fuga

Os criminosos tentam retornar à Barra do Ceará depois de uma apressada fuga em massa do bairro com a chegada de um grande efetivo policial no último dia 4, início da “Operação Marco Zero”. Durante uma semana, as polícias Civil e Militar ocuparam as duas comunidades, num trabalho policial acompanhado de ações sociais. Os criminosos das duas facções simplesmente “desapareceram” com suas armas, munições e drogas.

Porém, nesta segunda-feira, os criminosos usaram as redes sociais para fazer ameaças públicas ao secretário André Costa e desafiar a Polícia a voltar ao Gueto para retirar as barricadas. Numa linguagem de afronta, os criminosos chegam a chamar os policiais de “vermes”. 

A resposta da Segurança Pública foi retomar as operações ostensivas e iniciar um trabalho de Inteligência para chegar aos delinqüentes.

Pacificado

Durante a “Operação Marco Zero”, o Morro de São Tiago, que era dominado pelo CV, foi dominado pelo BPChoque. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) invadiu o local na madrugada do dia 4, montando um acampamento e hasteando a bandeira da unidade (Gate), à exemplo do que fez a PM no Rio de Janeiro ao ocupar diversas favelas.

Com o fim da “Marco Zero”, os traficantes tentam retomar o domínio no lugar. No entanto, o comandante-geral da PM, coronel Ronaldo Viana; e o comandante do CPE, coronel Aginaldo Oliveira, informaram que a determinação do secretário da Segurança é manter a área com policiamento reforçado e impedir que a bandidagem volte para lá.

Em outras frentes, a SSPDS e o Comando-Geral da PM já planejam operações semelhantes em outros bairros da Capital onde a situação de domínio do tráfico também acontece. No entanto, detalhes das ações são mantidos em sigilo.

Por FERNANDO RIBEIRO

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster