sexta-feira, 31 de março de 2017

Roberto Mesquita lamenta situação do Instituto de Saúde dos Servidores



Deputado Roberto MesquitaFoto: Máximo Moura

O deputado Roberto Mesquita (PSD) criticou, durante a ordem do dia e segundo expediente da sessão plenária desta sexta-feira (31/03), a atual situação do Instituto de Saúde do Servidor do Estado do Ceará (Issec).


De acordo com o parlamentar, a coluna desta sexta do jornalista Eliomar de Lima, do jornal O Povo, relata a situação de “pindaíba” do órgão, que sofreu redução do orçamento de R$ 95 milhões para R$ 75 milhões, comprometendo e dificultando a manutenção dos serviços e convênios.

Roberto Mesquita informou que, segundo a direção do Instituto, seria necessária uma verba de mais de R$ 110 milhões para arcar com as despesas do órgão. “O pior de tudo é que, além de reduzir os recursos para custeio, o Governo obriga o contingenciamento no atendimento médico ao servidor. Queria que alguém me explicasse como se contingencia atendimento médico, como se contingencia a dor de um cidadão”, afirmou.

Para Roberto Mesquita, o governo Camilo Santana tem sido bastante perverso com o serviço público. “É um governo ruim e perverso, onde até os funcionários públicos experimentam o limite máximo da perversidade, fazendo com que servidores morram nas filas de espera por cirurgia dentro do próprio instituto de saúde do Estado”, avaliou o deputado.

Em aparte, o deputado Odilon Aguiar (PMB) disse estar desapontado com o Governo do Estado. “Hoje a grande maioria desta Casa tem insatisfações e desgostos com a administração lamentável do governador Camilo Santana, que só tem deixado como marca o reajuste e o aumento de impostos para a já sacrificada população cearense, que está cansada de tanto apanhar de chicote”, asseverou.

RG/GS

Al CE

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster