domingo, 15 de janeiro de 2017

Ex-jogador de futebol cearense é assassinado em Fortaleza

José Milton Azevedo da Silva, mais conhecido como Miltinho, havia sido bicampeão paraibano com as camisas de Sousa (2009) e Treze (2010)


O ex-jogador Miltinho fez passagens pelo Fortaleza e pelo Tiradentes, mas construiu carreira sólida nos times da Paraíba ( Divulgação )

O ex-jogador de futebol cearense José Milton Azevedo da Silva, 41 anos, foi morto a tiros no bairro Jardim Guanabara, na noite deste sábado (14), por volta das 21h30. A informação foi confirmada pelo tenente coronel Solonildo, responsável pela área.

O atacante Miltinho, como era conhecido, foi socorrido e levado para o Frotinha do Antônio Bezerra, mas já chegou ao hospital sem vida. Segundo a família, o ex-jogador foi atingido com dois tiros no tórax. Ainda não há informações sobre as causas do homicídio.

De acordo com Wânia Azevedo, 44 anos, irmã do atacante, Miltinho iniciou sua carreira profissionalmente em 1996 no Portuguesa Futebol Clube, a Portuguesa do Crato. Jogou no Fortaleza em 1998, 2000 e 2001; e no Tiradentes-CE, em 2007. Mas foi na Paraíba que o jogador fez carreira sólida, vestindo as cores de times como Miramar, Auto Esporte, Botafogo-PB, Campinense, Nacional de Patos, Sousa, Esporte e Treze. O ex-jogador foi inclusive bicampeão paraibano com as camisas de Sousa (2009) e Treze (2010).


Ele também teve passagens por times pernambucanos como o Náutico, o Santa Cruz, o Ypiranga-PE e o Unibol Pernambuco. "Ele foi artilheiro no Naútico, teve uma passagem importante por Pernambuco", complementou Wânia Azevedo.

A última atuação profissional do jogador foi aos 37 anos, no Nacional de Patos. Desde o retorno a Fortaleza, há quatro anos, Miltinho manteve-se dedicado ao esporte, desta vez treinando crianças e adolescentes e promovendo competições de futebol na Areninha Thauzer Parente, no bairro Quintino Cunha, onde residia. Segundo Wânia, o ex-jogador atendia cerca de 50 crianças, entre 8 e 13 anos. "O trabalho dele sempre foi voltado para o esporte. Na Areninha, ele treinava os meninos, sempre vislumbrando futuros jogadores, participando de torneios, descobrindo talentos mesmo", completou.

O sepultamento será neste domingo (15), no Cemitério Jardim do Èden, na Pacatuba, às 15h30.

Repercussão

A morte de Miltinho foi divulgada no Facebook pelo ex-jogador Cícero Cesar. O atleta lamentou o assassinato do amigo e prestou solidariedade a família. 


Lúcio Rodrigues, que jogou com Miltinho no Nacional de Patos em 2013, soube do ocorrido ainda na noite de sábado (14). "Alguns amigos próximos me ligaram e falaram da morte dele. Ainda socorreram, mas infelizmente não resistiu", lamenta. Ultimamente, o contato entre Lúcio e a vítima era restrito a algumas partidas de futebol na Areninha do Quintino Cunha. "De vez em quando a gente se encontrava e batia uma bola lá", lembra.
O colega desconhece as causas do homicídio de Miltinho, mas comenta que essa não foi a primeira vez que ele foi baleado. "Há uns anos atrás ele já tinha levado uns disparos nessa mesma área em que ele morava, e sobreviveu. Mas dessa vez não teve sorte", diz.

Diário do Nordeste

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster