sábado, 31 de dezembro de 2016

“Morreu gritando por mim”, relata mãe de ator que foi assassinado covardemente

Horas após o sepultamento do ator e professor de teatro Bruno de Mesquita Magalhães (28), a mãe do artista, Francisca de Mesquita, relatou sobre o crime, que resultou na morte do seu filho. Ainda abalada, Francisca lembrou o momento em que um dos tiros foi disparado e como encontrou o ator, na área de casa. 

“Eu só ouvi um tiro e meu filho gritou: Mamãe, me mataram. Eu durmo em um quarto aqui embaixo, com as venezianas abertas. Quando eu corri que abri a porta, meu filho já estava morto aqui no chão. Aqui na porta. Não sei como foi, o que foi que aconteceu. Só sei que houve um tiro e a moto caída aqui. Ele ainda conseguiu, não sei como, tirar o cadeado, entrar e cair aqui, gritando por mim”, relatou, bastante emocionada. 

Segundo o relato, Bruno chegou em casa sozinho, por volta de 3h da manhã. Ele havia passado o dia anterior, fora de casa. Ao chegar de noite, disse que sairia para um evento e retornaria em seguida. Francisca disse que mandou ele levar a chave, pois estava muito cansada para esperar. 

Na entrevista, Francisca lembrou que seu marido morreu há aproximadamente um ano: “Uma dor muito grande”, lamentou. 

Uma das linhas de investigação aponta que Bruno teria sido assaltado e morto em seguida. Porém, segundo a mãe do ator, que não viu os disparos serem realizados, nenhum pertence do jovem foi levado. Inclusive a motocicleta, veículo usado pelo ator, foi deixado no local com outros objetos pessoais.

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster