sábado, 8 de outubro de 2016

Marvel analisa uso não autorizado do “Capitão América”

Foto: Divulgação
A Justiça Eleitoral acatou a ação emitida pela coligação de Roberto Cláudio (PDT) e a marca “Capitão América” não poderá ser utilizada por Capitão Wagner (PR) e seus militantes, durante o segundo turno da eleição municipal.
A assessoria da Disney Brasil, dona da marca Marvel Entertainment Inc., disse que está ciente do uso, que não foi autorizado pela empresa. 
Ainda segundo a Disney, que não se estendeu no assunto, o setor jurídico analisa o que pode ser feito neste caso. 

Durante o primeiro turno, diversos apoiadores da candidatura de Capitão Wagner foram votar com camisas estampadas com o escudo do Capitão América. A coligação de Roberto Cláudio entrou com uma ação na Justiça pedindo que o uso de qualquer símbolo relacionado ao personagem fosse proibido. 

Capitão Wagner recorreu, mas a decisão não foi atendida. Segundo a Justiça Eleitoral, no dia da eleição, o eleitor só poderá manifestar sua preferência com bandeira, broches e adesivos. Com isto, o uso de camisetas ou qualquer outro símbolo que faça referência ao candidato é proibido. Além do uso do personagem, não pode ser utilizado nenhum boneco de Roberto Cláudio ou o pinguim, que faz alusão ao mesmo candidato.

O uso do Capitão América como símbolo do militar acontece há alguns anos. Na Assembleia Legislativa, onde Wagner atua como deputado estadual, existe um boneco do personagem com o seu escudo, dentro do gabinete.
Com a proibição, os eleitores pretendem votar com camisetas do Batman, em alusão ao Pinguim, rival do herói e símbolo de Roberto Cláudio. 

Via: Cnews

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster