terça-feira, 11 de outubro de 2016

Grupo foi preso por desviar mais de 85 mil remédios

Remédios foram apreendidos com quadrilha formada por pelo menos nove pessoas (Foto: Valdir Almeida/G1)
Dois funcionários terceirizados do Ceará e outras sete pessoas foram presas até esta terça-feira (11) em Fortaleza suspeitos de desvio de 85 mil medicamentos tarja preta. De acordo com a Polícia Civil, dois homens, de 31 e 51 anos são funcionários terceirizados da Coordenadoria de Assistência Farmacêutica, da Secretaria da Saúde do Ceará.


Entre os medicamentos desviados estavam remédios tarja preta, esteroides, anabolizantes, inibidores de apetite, além de receitas e atestados médicos falsificados. Segundo a polícia, não há estimativa de valor do material apreendido porque os remédios não podem ser comercializados.

De acordo com as investigações, os dois presos responsáveis por desviar os medicamentos e repassá-los a comerciantes de Fortaleza. nesta segunda-feira (10), a polícia chegou à quadrilha após a prisão de dois homens, nos bairros Damas e Conjunto Ceará.

A operação da Polícia Civil, denominada Tarja Preta, teve início na quinta-feira (6), quando foram presos proprietários e funcionários de uma farmácia no Bairro Quintinho Cunha. Dos quatro presos na primeira ação da Tarja Preta, estava uma pessoa que já responde pelo crime de ameaça e outras três pessoas.

Na sexta-feira (7), foi preso outro homem, proprietário de uma academia no Bairro Passaré. Ele foi preso no estacionamento de um shopping no Bairro Papicu. Segundo a Polícia Civil, o dono da academia iria receber uma carga de remédios de um dos homens presos.

No total, foram apreendidos 84.930 comprimidos; 860 fracos e ampolas de remédios variados e esteroides anabolizantes; 19 canetas de insulina e carimbos. Também foram apreendidos equipamentos eletrônicos com celulares, notebooks que serão periciados. Também foram apreendidos dois veículos e R$ 1 mil em dinheiro, que pertenciam aos integrantes da quadrilha.

Os suspeitos foram indiciados por tráfico, associação ao tráfico de drogas, falsificação, corrupção, adulteração e alteração de produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais.


Via: G1

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster