terça-feira, 16 de agosto de 2016

Pen drives encontrados na cela de José Dirceu armazenavam músicas, filmes e séries de TV

O ex-ministro da Casa Civil do governo Lula, José Dirceu, condenado a 23 anos de prisão, vai ficar mais um tempo sem assistir séries, filmes e ouvir músicas. Uma sacola contendo 18 pen drives e carregadores de celular foi encontrada na cela em que está detido ao lado do ex-deputado federal Luis Argôlo. Aparelhos de TV e de som (não portáteis) são permitidos pela direção do Complexo Médico Penal de Pinhais, onde vivem os presos da Operação Lava Jato.
Dirceu e Argôlo não assumiram a propriedade do material apreendido, o que fez com que os dois fossem punidos pela direção do CMP com 20 dias sem visitas. A posse de um carregador de celular é considerada falta de nível médio. Não foi achado aparelho celular na cela.
Caso reincidam, essa punição pode ser transformada em falta grave e retardar uma possibilidade de progressão de pena. Para diminuir o tempo da pena, José Dirceu trabalha como auxiliar das professoras do CMP e organiza a biblioteca do presídio. Argolo faz cursos profissionalizantes e resenha de livros. (Com Folha de S. Paulo).
fonte: Ceará News7 

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster