sexta-feira, 22 de julho de 2016

Por que os terroristas do Estado Islâmico evitam sequestrar cidadãos Russos?

Em outubro de 1985, no Líbano, quatro diplomatas soviéticos foram sequestrados por um grupo radical islâmico chamado Organização de Libertação Islâmica, afiliados ao Hezbollah e à Irmandade Muçulmana. Como era de costume os russos tentaram negociar. 
Os terroristas queriam que a União Soviética intercedesse em alguma briga local, forçando militantes “pró-alguma coisa” a parar de atacar outros militantes “pró-outra coisa”. Nem dois dias depois do sequestro o corpo do russo Arkady Katov, um secretário consular de 30 anos, apareceu em uma lixeira, com um tiro na cabeça.
Os soviéticos viram que não dava pra conversar, então usaram o que tinham de melhor, a espionagem. A KGB era (ao menos na opinião da CIA), a melhor agência de espionagem do mundo. Acionando sua rede de contatos, identificaram os terroristas, seus associados e os grupos que os apoiavam, como o Hezbollah.
O próximo passo foi localizar as famílias dos terroristas e apoiadores. Com esses dados Moscow acionou o Grupo Alfa, uma unidade especial das forças especiais.
Neste ponto é bom lembrar que os soviéticos, dado seu histórico de invasões não tenham muita paciência com hippies defensores de direitos humanos, abordagens carinhosas e sociólogos em geral.
As forças especiais russas começaram a agir e vários parentes dos terroristas foram sequestrados pelo Grupo Alfa, em seguida mortos e desmembrados (não necessariamente nessa ordem). Um deles foi castrado e o membro do parente foi enviado para o parente membro do grupo terrorista. Resultado: os três reféns russos remanescentes foram imediatamente libertados e por 20 anos não houve qualquer atentado contra interesses soviéticos.
E olha que isso aconteceu no governo de Mikhail Gorbachev, considerado moderado.

Então? Você acha mesmo que O ISIS (Estado Islâmico) vai se safar comprando briga com Влади́мир Влади́мирович Пу́тин, ocidentalmente conhecido como Vladimir Vladimirovitch Putin, ex-diretor da KGB e atual homem de ferro da Rússia?
Fonte: Camocim Polícia 24 horas

Compartilhe com seus amigos:

4 comentários :

  1. História mais fantasiosa essa! rsrs
    Na verdade, o EU não quer confusão com a Rússia porque tem consciência de que suas maiores baixas provieram de bombardeios russos; sabem ainda que nesta era Putin a Rússia investiu pesado em tecnologias principalmente nucleares e, por último, sabem ainda que na hora que o Putin resolver partir pra cima das Organizações terroristas terá apoio do Exército, da Inteligência e, principalmente da população russa. Com toda essa moral, quem vai querer briga com Putin?!

    ResponderExcluir
  2. História mais fantasiosa essa! rsrs
    Na verdade, o EU não quer confusão com a Rússia porque tem consciência de que suas maiores baixas provieram de bombardeios russos; sabem ainda que nesta era Putin a Rússia investiu pesado em tecnologias principalmente nucleares e, por último, sabem ainda que na hora que o Putin resolver partir pra cima das Organizações terroristas terá apoio do Exército, da Inteligência e, principalmente da população russa. Com toda essa moral, quem vai querer briga com Putin?!

    ResponderExcluir

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster