quinta-feira, 28 de julho de 2016

Governo Federal podera cortar a internet de universidades

A verba destinada à Rede Nacional de Pesquisas - organização social ligada ao Ministério de Ciência e Tecnologia do governo federal brasileiro, responsável pelo backbone da rede acadêmica brasileira - caiu de R$ 258 milhões, em 2015, para R$ 126 milhões em 2016. Com isso, o governo pode cortar a internet de até 740 universidades do interior do País.
O corte de 51% do orçamento pode atingir até 4 milhões de pessoas diretamente, como professores, pesquisadores, estudantes e pacientes de hospitais universitários.
O diretor geral da rede, Nelson Simões, enviou uma carta aos diretores de vários centros de ensino do interior e à ministros avisando da possibilidade do fim das pesquisas acadêmicas. O envio das cartas se deu pelo fato de que, com os cofres vazios, o aporte que costuma ser realizado em maio ainda não foi feito.

A Rede Nacional de Pesquisas está em todos os estados, e é graças a ela que alunos de universidades federais têm aulas por videoconferências. O cabeamento é responsável por levar à conectividade a mais de 1.200 campus universitários. Caso a conexão seja mesmo cortada, cirurgias e até o controle de informação de medicamentos em hospitais deixarão de existir.
O MEC divulgou em nota que sofreu um contingenciamento de R$ 6,4 bilhões em seu orçamento, mas o valor repassado será similar ao ano de 2015, porém, a data para que o depósito seja feito não foi informado.
Já o Ministério da Ciência, Tecnologia e Comunicação informou que o repasse da verba deste ano à Rede Nacional só deve acontecer em setembro, quando for firmado o contrato de gestão. O valor não foi informado
Ceara News7

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster