quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Desfile Cívico em Pentecoste - Ceará

Professor Valdeni Cruz

Como sempre, Pentecoste realiza mais um desfile cívico. Tudo seria normal se não fosse às contradições que ocorrem durante o desfile.

Foi em 7 de Setembro de 1822 a data em que foi proclamada a Independência do Brasil.
Conforme a história, o episódio conhecido como “Grito do Ipiranga”, ocorreu às margens do Riacho Ipiranga, onde o príncipe regente Dom Pedro I gritou “Independência ou Morte” e declarou a liberdade política, econômica e social do país.

Esse fato marcou o fim do domínio português e a conquista da autonomia do Brasil. Muitas tentativas ocorreram e algumas pessoas morreram na luta por este ideal.

Daí percebe-se a importância de uma data como esta ser lembrada e comemorada por todos os brasileiros.

O desfile cívico do dia 7 de Setembro serve justamente para lembrar uma data que simboliza a autonomia conquistada e a determinação do brasileiro, característica inerente dessa população.
Em Itabuna, como em diversas cidades do país, centenas de pessoas se reúnem para assistir ao desfile cívico como uma forma de mostrar seu amor a pátria. (portalsuldabahia).

Claro que se formos averiguar com toda a criticidade que merece esse fato, teríamos outro contexto para colocarmos, mas não vem ao caso.



Aqui em Pentecoste, em anos anteriores, os Desfiles Cívicos mais pareciam com escolas de Samba. Hoje, portanto, pelo fato das escolas não terem recursos para gastarem, se limitam a fazer faixas e homenagens sem fim.

Na tarde desta quinta-feira, aconteceu mais um desfile. O que era pra iniciar às 4 horas da tarde, só começou quase 5 horas da tarde. Os primeiros a desfilarem foram os professores que fazem a Secretaria de Educação. 

Em seguida foi a vez da Escola Eeif Vicente Feijó Melo, Fco Escola Francisco Sá Pentecoste - Ce, e Valdemar Alcântara. Depois dessas três escolas, foi a vez de todas as creches, seguidas de todas as outras escolas, sendo as últimas, as Escolas do Estado. Etelvina Gomes Bezerra, Alan Pinho Tabosa, e Tabelião José Ribeiro Guimarães. 

Tudo seria tranquilo se não fosse a perda de tempo de algumas escolas de passarem meia hora diante das autoridades tentando convencer aos gestores e as demais autoridade, que sua escola é a melhor. Pude ver com meus próprios olhos, entrega de lembranças num momento inoportuno. 

Não digo que não se deva homenagear quem está como gestora no momento, mas que haja mais coerência, pois enquanto se perde tanto tempo com homenagens, inúmeras crianças estavam nas filas há horas. Muitas escolas estavam se organizando a partir das três e meia da tarde. Penso que um pouco de bom senso não faz mal a ninguém. 

Se havia sido determinado que o tempo fosse limitado, pois que fosse. Acho um desrespeito com todos. Fica aqui minha crítica mesmo e quem não gostar, tente me convencer de que estou errado. E se quiserem me criticar porque digo isso fique a vontade, não pagará nada. Digo isso se, nenhum ressentimento. Sou livre e posso dizer o que penso sem ofender a ninguém. Ainda bem que ainda posso dizer o que penso.


Professor Valdeni Cruz é Professor da Rede Pública de Ensino e diretor do Sindsep

Fonte: http://valdenycruz.blogspot.com.br/2013/09/desfile-civico-em-pentecoste-ceara.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Produzido por ESG WEB MASTER